Menu

O YouTube está exibindo vídeos de conteúdo adulto

December 2, 2016 - Notícias, Uncategorized

youtube

Está acontecendo algo estranho com o YouTube. Ultimamente o site vem recebendo e promovendo vídeos de conteúdo adulto para mais pessoas verem, em vez de removê-los por violarem os termos de serviço.

Usuários notaram que um vídeo da Coreia do Sul, com o texto “+18″ na imagem de miniatura, está na seção “Em Alta”.

Outro usuário notou entre os vídeos sobre a tragédia da Chapecoense, o conteúdo não-solicitado, acumulando mais de seis milhões de visualizações:

youtube porn

A seção Em Alta estreou no YouTube em dezembro de 2015. Na época, o Google explicou ao VentureBeat que essa lista não é personalizada com base no tipo de vídeos que você gosta de assistir. Ou seja, você não precisa ver este tipo de conteúdo para isso ser uma recomendação.

Além disso, ela não depende apenas de um algoritmo. “há um pouco de curadoria humana”, que aparentemente não viu que um vídeo para adultos está nessa seção. O serviço prometia limitar o conteúdo, excluindo vídeos não adequados para menores de 17 anos.

A lista varia de país para país, mas usuários fora do Brasil também notaram essa recomendação estranha:

youtube-1

“Pornografia hardcore está começando a aparecer na minha lista Recomendado Para Você do YouTube.” (O usuário está no Canadá.)

O vídeo na seção Em Alta é do canal “Saccombank”. Mas há outros canais enviando os vídeos para o YouTube também, como “Fisher Price” e “Lablety“.

youtube porn 2

Nos termos de serviço

O YouTube diz que pode remover esse conteúdo e cancelar as contas de usuário que estiverem envolvidas com material obsceno:

O YouTube se reserva o direito de decidir se o Conteúdo é apropriado e obedece a estes Termos de Serviço no que diz respeito a infrações outras que não as infrações ou violações das leis de direitos autorais, como por exemplo, mas sem se limitar, à pornografia, material obsceno ou difamatório, (inclusive difamação, calúnia ou injúria), ou excessivamente longo. O YouTube poderá a qualquer momento, sem aviso prévio e a seu exclusivo critério, remover tais Conteúdos e/ou cancelar uma conta de Usuário por enviar tais materiais que violam os Termos de Serviço.

Mas, até o momento, a pornografia está lá no YouTube. O Google ainda não se manifestou.

 

Fonte: Gizmodo